01/11/2013

OMNIVOROS: Canibalismo e Poder em um filme de Oscar Rojo.



Fiquei surpreso com esse interessante filme do espanhol OSCAR ROJO. O fascinante e vasto tema do Canibalismo e do Poder já rendeu obras cinematográficas de grande poder de permanência como: O Cozinheiro, o ladrão, sua mulher e o amante de Peter Greenaway e Cannibal Holocausto de Ruggero Deodato e dentro do Cinema Espanhol aparece o cultuado Cannibal Man, já comentado por aqui. No filme de Rojo, testemunhamos uma bela e ao mesmo tempo brutal sequência de abertura onde um menino e sua mãe moribunda acabam sucumbindo a mais primitiva forma de sobrevivência. Bela fotografia e perturbadoras imagens. Muitos anos depois o filme nos transporta para a época atual onde acompanhamos a jornada de um escritor e crítico culinário, em uma série de visitas muito particulares a restaurantes exclusivos onde pequenos grupos saboreiam raríssimas iguarias. As coisas mudam tragicamente quando ele é convidado para um secreto restaurante onde é servida carne humana.



Mesmo com os problemas no roteiro e a trilha irregular, OMNIVOROS é um bom filme, com grandes e perturbadores momentos. O aprisionamento das vítimas a serem servidas no banquete, são encenadas de mmaneira bem realista, sem exageros gore. O poder econômico sempre passando por cima da vida humana, o lendário simbolismo da carne humana como fonte de vida eterna e força, é muito bem representada na cena do jantar. A figura do açougueiro/cozinheiro é assustadora em sua falta de palavras e seu olhar que emana toda sua monstruosidade. Um bom longa de um novo Diretor que promete bons filmes no futuro, vale a pena dar uma conferida.





0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...