08/07/2013

INTRUDER: Nostalgia Gore...



Realmente já não se fazem mais filmes como esse... Os anos 80 foram marcados pela tsuname slasher norte-americano que atualmente passa por uma revisão crítica recebendo homenagens interessantes como no caso de HATCHET, que já está no seu terceiro filme, conseguindo resultados muito satisfatórios. O caso de INTRUDER: 1989 é um desses filmes que atravessou o tempo e ainda influencia novos realizadores e atingiu um status Cult muito merecido. INTRUDER merece estar ao lado de Clássicos como The Burning, Sleepway Camp 1, 2, 3 entre outras dessas preciosidades ingênuas da onda slasher oitentista. Muitos são os seus méritos: A ambientação em um supermercado, com a ação restrita a uma noite, a presença no elenco de Sam Raimi e Bruce Campbell e suas sequências Gore absurdas, que lhe causaram problemas sérios com a censura da época, fazendo com que o filme só fosse exibido e posteriormente cultuado anos após seu lançamento, com o surgimento de sua versão uncut.



O filme tem um elenco carismático, enquadramentos estilosos e criativos bem característicos da época e sequências inacreditáveis de assassinados onde ganchos e serras fazem a festa dos fãs de cenas sanguinolentas ao extremo. A sequência da serra   que corta as carnes do açougue sendo usada em uma das vítimas nos remete ao Clássico de Joe D’Amato: ROSSO SANGUE, aka ABSURD, ANTROPOPHAFUS 2, 1980 e também ao recente filme francês: A FRONTEIRA. Ainda hoje, essas sequências Gore de INTRUDER, impressionam. Uma excelente Scream Queen e um roteiro enxuto, fazem desse Clássico um filme obrigatório em qualquer antologia Slasher, conseguindo permanecer como exemplar do Horror Cinematográfico até os dias de hoje. Um exemplo formidável de uma “Ação entre amigos” muito criativa que serve de exemplo aos novos diretores..















4 comentários:

Anônimo disse...

Deve ser bem bacana mesmo!!

Marcelo Carrard disse...

A Edição em DVD da Synapse é ótima recheada de extras.

Fahrenheit32 disse...

Esse foi lançado em VHS pela(sic) Globo Vídeo, sob o nome de Violência e Terror, mas a cópia estava tão escura que muito do que se via ficava difícil de identificar. até a versão full disponível no Youtube está melhor.

Marcelo Carrard disse...

Realmente não sabia dessa edição tosca da finada Globo Vídeo... Nunca vi inteiro pelo You Tube. Revi o filme via DVD da Synapse Films.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...