20/06/2012

THE NESTING: Um thriller sobrenatural obscuro e genial.


É muito prazeroso nessas alturas da vida descobrir filmes surpreendentes, criativos e que merecem um reconhecimento mais generoso. Tive acesso a edição caprichada da Blue Underground de um obscuro thriller sobrenatural de 1981: THE NESTING, dirigido e escrito pelo notório diretor de filmes adultos: ARMAND WESTON e tem como Diretor de Fotografia: JUAN FERNANDES, fotógrafo dos clássicos: GARGANTA PROFUNDA e O DIABO NA CARNE DE MISS JONES, e do cultuado slasher: THE PROWLER aka QUEM MATOU ROSEMARY ? ou seja: THE NESTING já nasce como um Cult instantâneo...
A trama gira em torno de uma escritora que vive uma crise de agorofobia, o medo do mundo externo, das multidões, que acaba se isolando em uma antiga casa de arquitetura vitoriana em meio a uma floresta. O fascínio pela casa é instantâneo e ela tem uma sensação de Déja Vu, como se de alguma forma pertencesse áquele lugar. Logo estranhos acontecimentos a mergulham em um pesadelo sobrenatural onde mortes violentas e revelações aterradoras começam a surgir em uma atmosfera de suspense que cresce a cada cena criando uma estranha e inusitada História de Fantasmas, de casas mal assombradas, tudo com muito estilo onde o roteiro criativo esconde as falhas, ou melhor as ameniza, pois fica claro o baixo orçamento do filme.


Muito interessante esse filme, com bons momentos de horror, uma excelente atriz como protagonista e sequências muito interessantes como os fenômenos de telecinese, o ataque do homem dentro do lago, a cena do velho que tem o rosto mutilado e a atmosfera de delírio que envolve a protagonista em sua assustadora jornada em busca da origem de seus traumas e repressões. Cenas de sexo e nudez muito bem fotografadas e de grande beleza e composição. A sequência do massacre, somente insinuado na abertura, é bem chocante e revela toda a teia de mentiras e horror ocultos nas paredes da velha casa. Para os mais perfeccionistas o filme pode parecer ruim, tosco, mas um olhar mais generoso pode revelar aos cinéfilos mais sensíveis, um filme de grandes qualidades e uma lição de com se fazer Cinema com poucos recursos e muita criatividade...

1 comentários:

fernando fonseca disse...

Oi Marcelo, confira meu blog depois e se quiser uma parceria seria ótimo: http://www.chiadosecanudos.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...