05/01/2012

A Noite de: THE AFTERMAN aka MUNDO NEFANDO e PORN KARAOKE na primeira Sessão Comodoro de 2012


Ontem o Cinesesc estava muito cheio na primeira Sessão Comodoro do ano. Sempre é bom encontrar os amigos, conversar sobre Cinema e ainda ver filmes raros na telona do maravilhoso Cinesesc. Nosso mentor Carlos Reichenbach apresentou os filmes da noite que começou com o excelente Curta-Metragem de DANIEL AUGUSTO: PORN KARAOKE. O   curta de Daniel tem sido desprezado por festivais no Brasil e após a exibição do curta percebi o porquê. Porn Karaokê é tecnicamente impecável, tem uma excelente e criativa edição sublinhada por uma inspirada trilha sonora. Seu roteiro inovador, sua ousadia formal, sua abordagem singular da sexualidade, demonstram toda uma força criativa que curadores medíocres, e “Príncipes Mimados da Petrobras” não conseguem engolir. Muito eficiente a inserção de imagens pornográficas antigas  em P/B num confronto de texturas da bela fotografia em cores e em 35mm com as imagens dos filmes mudos. Lembrou um pouco os experimentos do genial Diretor canadense: GUY MADDIN.


Após a exibição do surpreendente PORN KARAOKE, foram exibidos alguns minutos do filme: THE BAND, que será exibido na Sessão Comodoro de fevereiro e narra, com cenas de sexo hardcore, as estripulias de groupies que colecionam camisinhas usadas de ídolos do Rock. Após esse aperitivo apimentado foi exibido o filme belga de Rob Van Eyck, lançado em 1985, premiado em diversos festivais de Cinema Fantástico. THE AFTERMAN aka MUNDO NEFANDO é o Post Nuke mais estranho e poético que eu já tive a oportunidade de ver. Enquanto os italianos faziam seus filmes similares numa mistura de  MAD MAX e WARRIORS, que eu particularmente adoro, Van Eyck radicalizou ao mostrar o mundo pós apocalíptico sem a necessidade de diálogos convencionais, sendo assim, sua compreensão, universal. Um homem sai do isolamento total do abrigo nuclear em que cresceu e parte para uma jornada de descobertas no mundo exterior onde descobrirá o melhor e principalmente o pior dos seres humanos.


Em seus primeiros minutos no mundo exterior ele já sofre um violento estupro de um grupo de homens. Depois testemunha o amor de duas mulheres em uma misteriosa piscina em uma sequência sensacional. Depois de um período de escravidão acaba fugindo com uma mulher que acabara de se libertar e partem para uma longa odisséia repleta de surpresas, alegorias, violência, morte e uma possível redenção daquele mundo caótico onde a natureza ainda é a única entidade ainda em plena harmonia. A sequência do mosteiro é antológica por sua beleza sombria e sua violência  estilizada. Muito interessante esse filme que eu ainda não conhecia e que em sua simplicidade consegue ser único, uma pequena Obra Prima que parece ter recebido uma sequência recente dirigida também por Van Eyck.  Foi realmente uma noite memorável, grandes filmes, amigos queridos, Cinesesc...



4 comentários:

Marcelo Lima disse...

http://www.myduckisdead.com/2011/01/band-2009-anna-brownfield.html

alexandre disse...

boa noite

me surpreendeu muito o filme the afterman de 1985, um filme simples mas filmado pelo belga robyn van eyck de forma esplendida. chocante a parte do estupro, o cativeiro de trabalhos forçados de nosso heroi e por final cito a parte do monasterio que é dark total. com certeza um belissimo cult movie belga que deveria ser descoberto por cinefilos de todo o mundo. tenho edição importada dele com belissima capa porem o filme sem menu, extras, uma edição tosquissima com bela capa com direito a luva . muito raro de se encontrar e me orgulho de ter um original em meu acervo...

Marcelo Carrard disse...

Muito Obrigado pelo retornoAlex. Adorei a trilha do filme, meio Tangerine Dream. Parece que tem uma edição de 25 anos desse filme, mas meio rara. Amigos meus que conhecem de tudo não conheciam esse filme, inclusive eu e parece que tem um Afterman 2 feito recentemente.

alexandre disse...

olá marcelo

não me canso de ver re rever este filme afterman . sinto algo de diferente neste filme dos outros similares do genero pos apocaliptic. a triha sonora é algo de cativante pela otima colocação nos momentos certos. estive pesquisando sobre as continuações mas não vi ligação com o primeiro estas continuações são mais puxadas para o naziexploitation.
tenho esta edição de 25 anos. comprei na alemanha. o dvd não tem extras, nem menu, apenas o filme e em compensação a capa e luva são caprichadas. este filme para mim é uma pequena obra prima que merece um relançamento por um grande selo tipo anchor bay ou blue underground
quem sabe em breve ele né...

abraço
alexandre

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...