01/11/2011

WET AND ROPE: Um Nunexploitation diabólico de Koyu Ohara.


A lendária Produtora japonesa: NIKKATSU realmente tem um brilhante curriculum de bons serviços prestado ao Cinema Exploitation mais extremo. Ainda recordo as imagens perturbadoras do genial: ASSAULT-JACK THE RIPPER, um dos maiores clássicos da Nikkatsu. Um Nunexploitation da produtora lançado em 1979 e dirigido por : KOYU OHARA, me chamou a atenção por sua beleza na composição de imagens absolutamente subversivas. WET AND RUN é um delirante poema em imagens onde o sadomasoquismo e os jogos de perversão e poder mais sórdidos, tem como cenário um Convento acima de qualquer suspeita. A jovem heroína do filme sofre um violento ataque sexual em plena Lua de Mel onde seu marido e brutalmente espancado por membros da Yakuza.


Após ter sua vida destruída me plena Lua de Mel nossa jovem inocente tenta se jogar ao mar em uma bela sena onde vemos as ondas quebrando em um paredão rochoso. Um homem a salva e a leva para o tal Convento onde em pouco tempo ela descobre que que aquelas paredes sóbrias escondem um antro de perversões onde meninas se entregam ao desejo entre elas e com a participação de estranhas figuras masculinas que vivem uma constante entrega ao hedonismo mais selvagem. Chibatadas, cerimônias eróticas quentes e um belo momento onde vemos a estilização em branco e vermelho da crucificação, sem esquecer que essas são as cores da bandeira do Japão, formam uma série de sequências onde o corpo das jovens freiras se desnuda para o deleite dos poderosos culminando em uma orgia onde mascarados da Yakuza usam e abusam das freirinhas. A sequência do Padre abusando da noiviça enquanto invoca palavras de redenção deixa muito clara toda a repugnante hipocrisia da Igreja Católica. Curto e direto, WET AND ROPE é Cinema de qualidade e ao mesmo tempo uma elegante diversão fetichista.

1 comentários:

Anônimo disse...

CARA FALAR DE IGREJA CATÓLICA ASSIM MAIS RESPEITO POR FAVOR SEU HIPÓCRITA.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...