19/09/2011

EVA NERA aka BLACK COBRA WOMAN: Um exótico thriller de Joe D’Anato com Laura Gemser e Jack Palance.



Joe D’Anato dirigiu sua Musa Laura Gemser em diversos filmes, muitos deles com a cultuada personagem Emanuelle. Em 1976, D’Amato juntou em um mesmo filme: Laura Gemser e Jack Palance. Os dois atores Cult conseguiram alcançar uma química muito interessante, em uma trama de alegorias bíblicas e de elegante sensualidade. Gemser interpreta Eva, uma exótica e liberada dançarina que faz uma sensual performance com serpentes. Palance interpreta Judas, um milionário que tem como hobby colecionar serpentes de várias espécies, da Phython até a pequena e extremamente venenosa Mamba Verde. Eva, serpentes, Judas... Alegorias sobre desejo, culpa, traição e morte permeiam todo o filme. Muita nudez gratuita, atmosfera homoerótica feminina, seqüências de massagens sensuais, banhos e muitas performances encenadas com a rara e singular beleza que D’Amato sempre soube imprimir em seus filmes, com destaque para a sequ~encia do sonho e a dança das irmãs japonesas no Clube Noturno, com mirabolantes enquadramentos.


A trilha sonora de Piero Umiliani é um ponto forte do filme, ambientado em Hong Kong. Muito interessante uma seqüência onde vemos o preparo de serpentes que tem a pele removida e são cortadas e fritas naquelas famosas panelas orientais. Inesperada e brutal é a seqüência da tortura onde uma cobra é usada de maneira grotesca sendo introduzida em um homem que terá seus intestinos devorados pela serpente. Mesmo ofscreen essa seqüência garante ao filme o acento exploitation necessário para uma produção de D’Amato. Diferente dos outros filmes que Gemser fez com D’Amato, o filme surpreende por seus desdobramentos finais onde revelações sobre o passado da sensual Eva vem a tona. Grande presença em cena de Palance e, como aconteceu em vários filmes, o marido de Gemser, Gabriele Tinti, participa dessa produção.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...