30/06/2011

LA REBELIÓN DE LAS MUERTAS> Um bizarro filme de Horror de León Klimovsky.


Foi muito surpreendente descobrir essa produção de 1973, dirigida por León Klimovsky e com roteiro do Mestre> Paul Naschy intitulado LA REBELIÓN DE LAS MUERTAS aka VENGEANCE  OF THE ZOMBIES. Da dupla: Klimovsky/Naschy eu tenho o Giallo sensacional: Uma Libélula para cada Muerto, mas nunca havia visto esse filme sobre mulheres mortas que se tornam zumbis. A trilha sonora genial de Juan Carlos Calderón é um mux de Lounge Music e Psicodelia que sublinham a rocambolesca trama de LA REBELIÓN DE LAS MUERTAS. Já na abertura vemos um casal que invade um mausoléu onde está o corpo de uma jovem que volta a viver a partir de um ritual obscuro de Magia Negra, matando os invasores de sua cripta. Somos transferidos para a cidade de Londres onde um grupo ligado a uma espécie de Guru indiano passa a sofrer uma série de violentos ataques protagonizados por figuras bizarras, com destaque para o homem de capa coma máscara que parece saído de um episódio do Scooby-Doo. Naschy interpreta o tal Guru indiano e seu irmão com o rosto desfigurado por queimaduras. As cenas dos assassinatos são muito interessantes e tem o charme dos filmes de Naschy em estado puro, com seus exageros e seus desdobramentos surpreendentes. A iconografia dos rituais é bem extrema, com direito a estrela de cinco pontas invertida, que remete a satânica figura do bode, sem esquecer dos sacrifícios de galinhas e referências ao vodu e a criação de um grupo de mulheres mortas-vivas e vingadoras.

A sequência do hospital com as mulheres mortas se levantando das camas e retirando os lençóis brancos é genial, remetendo a uma sequência de La Noche Del Terror Ciego, de Armando de Ossorio. A mistura de religiosidade indiana, vodu, satanismo e macumba é muito divertida. O Gore bem artesanal tem seu charme todo especial. O Body Count do filme é muito grande e facas, machados e foices funcionam como armas vingativas. Tudo está ligado ao tema da vingança e da loucura. De todos os filmes de Paul Naschy que já vi, esse é, com certeza, o mais estranho de todos. Particularmente gosto muito de seus filmes de época, seus filmes mais urbanos até que são interessantes, mas CURSE OF THE DEVIL, INQUISICIÓN entre outros, são maravilhosos. Esteticamente exagerado, o Horror Cinematográfico Espanhol de um modo geral tem uma personalidade forte, uma exuberância especial, que merece ser tão reverenciada quanto o Horror Cinematográfico Italiano.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...