03/04/2011

FEMALE PRISONER CAGED: Um WIP ao estilo Nikkatsu



Nesse domingo nublado e chuvoso nada melhor do que um bom filme exploitation para nos distrair. Aproveitando a onda Nikkatsu que já havia experimentado no sábado, parti para uma produção de 1983> FEMALE PRISONER CAGED, dirigido por: MASARU KONUMA. O filme não tem o mesmo charme das produções dos anos 70, mas não desaponta nem os fãs do WIP e nem os da Nikkatsu. A rotina de sexo e violência do presídio feminino é narrada sem grandes efeitos ou composições de fotografia. Um filme com maior crueza, com uma ênfase maior na nudez e no sexo, do que na violência que surge com força somente na parte final. A sexualidade represada das mulheres explode em um surto de histeria quando percebem o esperma escorrendo pelas pernas de uma colega de prisão e quando vêem os operários que fazem uma obra em frente ao presídio. A tradicional luta entre as mulheres surge com selvageria, com socos no lugar de puxões de cabelo.

A longa sequência da tortura na parte final é um deleite para sádicos e fetichistas. A bela prisioneira leva chibatadas de uma das Guardas que retira o uniforme e se revela uma sensual Dominatrix com roupas pretas. Após as chibatadas rolam sevícias de todo tipo, podolatria com participação da requintada senhora que administra o presídio, tortura com lança chamas e um estupro coletivo. Bondage e mutilação selam essa parte final deliciosamente exploitation, no melhor estilo Nikkatsu de ser. Talvez esse seja um dos últimos grandes filmes da Produtora, grande eu digo no sentido de popularidade. Embora tenha seu charme, os grandes filmes WIP do Japão são os da Série: SCORPIO 701, na minha modesta opinião, se bem que a China produziu um Clássico absoluto do WIP: HOUSE OF BAMBOO DOLLS, mas isso é papo para outro Post...

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...